Postagem de aniversário?

O que? Postagem de aniversário? Ah… você tá falando do meu aniversário, né?

Caramba! O tempo voou e já é 1o de Dezembro de novo. E você ai na expectativa da postagem. E agora? O que eu faço? Já está tarde, tô meio cansado de um dia legal cheio de atividades com a melhor família do mundo, a minha é claro. Eu não queria deixar morrer essa tradição de escrever alguma coisa no meu aniversário. Mas e ai? Vou escrever sobre o que?

Abinoam no Parque das Dunas

Relendo aqui as postagens anteriores caçando ideias, percebi como é legal ter o registro das minhas preocupações, angústias, conquistas, tudo que marcou em um determinado tempo.

Em 2014 escrevi uma postagem resenha curta de um texto americano. Versava sobre o tema do burn-out e depressão entre os médicos. E em 2019 um evento trágico na comunidade de anestesiologistas potiguares me fez refletir que, apesar dos esforços das entidades associativas, ainda não avançamos muito desde 2014 no que diz respeito à ações concretas para minimizar as consequências mais letais do burn-out e depressão em nossa classe.

Em 2015 (não era meu aniversário) escrevi sobre Sylvia Earle e o documentário Mission Blue. Em 2019 estamos aqui preocupados com as consequências da famigerada mancha de óleo ao bioma marinho. É provavelmente um dos maiores desastres ambientais marinhos já havidos em nosso planeta, caso você ainda não tenha percebido. E Brumadinho hein gente? Tristeza. Imagino que o meio ambiente será um tema constante no meu blog.

Em 2017 escrevi sobre os flagelados da seca que se amontoavam nas ruas de Natal quando eu era criança. No dia dessa postagem a sensação que eu tinha é que essa imagem não voltaria a fazer parte da paisagem natalense. Em 2019 voltei a ver com mais frequência essa modalidade de mendicância aonde uma família inteira vai pra rua tentar o sustento.

Em 2018 escrevi sobre o início do meu mandato na Coopanest. Escrevi também sobre fake news e coisas correlatas. Eu tinha a esperança de que em algum momento as pessoas iriam começar a perceber como estavam sendo enganadas com essas enxurradas de notícias falsas. Mas a coisa só piora. Viram essa última dizendo que não eram os exploradores de madeira ilegal que estavam ateando fogo na floresta e sim o pessoal de ONGs de proteção ambiental? Meu Deus! Chegaram a prender os coitados. A impressão que eu tenho é que essa coisa de fake news tá alçando um outro patamar. É como se alguém inventasse uma mentira e tivesse tanto dinheiro, mas tanto dinheiro, que fosse capaz de pagar todo mundo pra transformar a mentira dele em verdade. É assustador! As pessoas das ONGs já foram soltas e passam bem, afinal de contas, mentira tem perna curta. Quase esqueço de falar que ainda conseguiram colocar o Leonardo DiCaprio nesse rolo.

Percebi agora que não fiz nenhuma postagem sobre o Natal Geek Day. Evento fantástico que a Super Geeks Natal promoveu esse ano e no qual eu palestrei.

– Já tá longo? Vou ter que cortar?
– Não vai dar pra falar de Argentina, Chile, Bolívia, Lula Livre, etc?
– Tá bom.
– Só de rever as postagens antigas já consegui resolver a postagem desse ano? Então tá tudo certo.
– Mas, dá pra dar mais uma palavrinha só pra não fechar assim meio solto?
– Sim? Que bom!

Gente, apesar dos pesares eu sou um otimista inveterado, tenho uma fé absurda no ser humano, e mesmo presenciando essas turbulências políticas e ambientais eu sigo feliz a minha viagem porque não viajo sozinho.

20191123_105242
Parque das Dunas – Natal-RN
(Clique para mais fotos)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.