De Basic a Ruby – 5

No post anterior vimos como o computador, a partir apenas de zeros e uns, consegue representar uma infinidade de coisas, desde um simples texto de um documento a um filme 3D. Mas o computador seria inútil se não pudesse executar nenhuma ação com esses dados.

Continue lendo “De Basic a Ruby – 5”